M I G A L H A

5 Dicas Essenciais de Food Photography

26 Julho, 2016 0 Comments

A fotografia de comida ou “food photography” já não é apenas um passatempo, pelo contrário, é uma arte digna de prémio e cada vez mais levada a sério em todo o mundo. Analisando bem, chegamos à conclusão que esta tendência foi crescendo a par com a evolução tecnológica e com a revolução digital, que só veio facilitar a sua divulgação e partilha. Hoje em dia, a facilidade com que pegamos no telemóvel e fotografamos um prato de comida é visivelmente notória, tal como a destreza com que o colocamos online, numa qualquer rede social, para que possa gerar partilhas, comentários ou “likes”. Para além disso, são milhares os blogues de culinária que, actualmente, podemos encontrar online, uns pertencentes a simples fotógrafos amadores, outros já com donos especializados no assunto.

Devido à importância crescente deste tipo de fotografias, as técnicas também se foram aprimorando ao longo dos anos. A verdade é que qualquer um pode captar uma imagem de um determinado cozinhado, mas nem todos se conseguem tornar experts, nem dominar esta arte por completo. Ou até podem consegui-lo, mas, para isso, terão que conhecer bem algumas regras e treinar muito para se aperfeiçoarem continuamente.

Se estão nesta situação e ambicionam chegar a mestres do “food photography”, pelo amor à cozinha ou à fotografia, sigam com atenção estas ideias que aplico nos meus trabalhos, pois ser-vos-ão muito úteis:

 

Empratamento cuidado e criativo

 

imagem 2 (2)

imagem 1 (3) 

 

O empratamento é essencial na “food photography”, pois é um dos factores determinantes para o seu sucesso. Mesmo que se trate de um cozinhado muito simples, sem qualquer ciência na sua preparação, basta os alimentos estarem dispostos de uma forma bem cuidada e mais criativa para que o resultado fique fantástico. É preciso ter também atenção ao facto de que todas as bordas dos pratos têm que estar bem limpas, tal como os talheres e os copos não podem ser fotografados sujos nem com dedadas.

 

Destaque de pormenores

 

imagem 4 (2)

imagem 3 (2)

 Destacar um pormenor de um prato pode ser mesmo a cereja no topo do bolo numa fotografia deste género. E, aqui, existem várias hipóteses para darem uso à vossa criatividade: colocar algum ingrediente em evidência, ou mesmo uma parte do cozinhado que ficou melhor do que o esperado, captar um pedaço de comida no próprio talher, realçar a perfeição de uma fatia de bolo, etc. Se quiserem ir ainda mais além, editem a imagem num programa de edição de imagens e façam magia com ela!

 

Aposta no contraste e na multiplicidade das cores

 

imagem 7 (1)

imagem 6 (2)


À medida que a experiência vai aumentando, há certas coisas que começam a ficar cada vez mais evidentes, tal como a multiplicidade das cores, das formas e dos feitios que podem constar num simples prato, uma situação que nos faz querer fotografar ainda com mais vontade. Por isso, não descurem estes pormenores e tenham-nos sempre em conta quando se aventurarem neste tipo de trabalhos, apostando no realce das várias cores, no seu contraste e na mescla de tons que podem estar visualmente presentes. E, para que o resultado fique mesmo perfeito, tentem fotografar estes pormenores com um bom equipamento, pois poderá fazer toda a diferença.

 

Captação de um momento da preparação

 

 

Fotografar um determinado momento da confecção é também uma excelente opção, pois tornará a imagem mais “humana” e real, para além de mais criativa e singular. No entanto, conseguirem captar sozinhos determinados movimentos ou efeitos nem sempre é fácil, logo, se quiserem mesmo seguir esta ideia, é necessário que tenham a ajuda de alguém, mesmo que depois trabalhem a imagem no vosso computador.

 

Efeitos nas fotografias

 

 

Os efeitos não são obrigatórios, mas não há a mínima dúvida de que conseguem transformar uma simples imagem numa autêntica obra de arte, digna de galeria. No entanto, para o poderem fazer com bastante facilidade, convém que dominem bem os programas de edição e, mais importante ainda, é preferível que já tenham alguma experiência a fotografar pratos de comida, visto que os efeitos ajudam, mas não são a parte fundamental deste trabalho, e muito menos são a essência do “food photography”.

 

 

O que acharam destas dicas? Tenho a certeza de que, seguindo estas ideias, ficam mais do que aptos para tirarem fotografias de comida fantásticas e para fazerem sucesso na Internet, quer nas redes sociais, quer nos vossos blogues. Basta terem uma grande força de vontade para quererem aprender mais sobre esta arte, adquirindo conhecimentos e aperfeiçoando a vossa técnica!

 

Fonte das imagens: Pinterest

 


 

Este post foi feito em parceria com a Zaask

26 Julho, 2016

LEAVE A COMMENT

RELATED POST